Publicidades
ATENÇÃO
As pessoas mostradas neste site são tratadas como suspeitas, sendo presumida sua inocência.
Conforme inciso LVII artigo 5º da constituição federal:
"Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória".

Urupá

PC prende foragido condenado por homicídio cometido em Urupá no ano de 2010

Publicado em - 08/01/2018 - 13:50:24
2764

Na noite do dia 07/01/2018, a equipe da Polícia Judiciária Civil de Urupá setor SEVIC, em diligências a diversos furtos ocorridos nesta Urbe, e roubos na região, em uma abordagem, logrou êxito em capturar a pessoa de Itamar Nunes Martins, e após consulta nominal fora constatado um mandado de prisão em seu desfavor pelo crime de homicídio. Itamar estava foragido da justiça há tempos, sendo seu processo do ano de 2010.

 Diante aos fatos fora dado voz de prisão e após realização do exame de corpo de delito, encaminhado ao presídio na comarca de Alvorada do Oeste, onde permanecerá à disposição da justiça.

Vejam abaixo a denúncia.

Ministério Público ofereceu denúncia contra Itamar Nunes Martins e Edimar Rabelo de Oliveira, imputando-lhes a prática dos crimes tipificados nos artigos 121, § 2º, incisos I e IV e 211, ambos do Código Penal.

Narra a denúncia, que no dia 5 de maio de 2010, após às 16 horas, em local não especificado, às margens do Rio Urupá, no município de Urupá, os acusados, previamente ajustados, agindo com nítido propósito de matar, por motivo torpe e utilizando-se de recurso que tornou impossível a defesa da vítima André Adeildo Paulo Borges da Silva, consistente em amarrar suas mãos para trás, de inopino, desferiram-lhe golpes de capacete na região da cabeça (objeto não apreendido), causando-lhe traumatismo crânio encefálico, que foi causa eficiente da morte da vítima.

Notícia ainda, que nas mesmas circunstâncias de tempo e local, os acusados, conscientes e após consumarem o homicídio, ocultaram o cadáver da vítima André Adeildo Paulo Borges da Silva, jogando-o nas águas do Rio Urupá.

Consta que à época dos acontecimentos o acusado Itamar efetuou empréstimo de sua motocicleta ao ofendido, que, por sua vez, demorou devolvê-la, o que fez com que o denunciado Itamar passasse a suspeitar que ele havia subtraído o veículo e relatasse o fato ao acusado Edmar.

Menciona que diante disso, os acusados resolveram vingar-se da vítima e saíram à sua procura e ao encontrá-la, abordaram-na e, de inopino, passaram a desferir-lhe socos e pontapés, vindo na sequência, a amarrar suas mãos para trás com uma corda, colocando-a sobre a motocicleta e transportando-a até as margens do rio Urupá.

Informa que, nesse local, os acusados voltaram a espancar a vítima e, por fim, seguraram-na e, valendo-se de um capacete, desferiram-lhe golpes na região da cabeça, causando sua morte, sendo que após, jogaram o seu corpo nas águas do Rio Urupá, sendo que este somente foi localizado quando boiou, sendo encontrado com as mãos amarradas.

Pelo crime Itamar foi condenado a 13 anos de prisão e se encontrava foragido até está data.

Ele foi conduzido para presídio de Alvorada do Oeste e se encontra a disposição da justiça.

Matéria: urupa190
Fotos: urupa190

capa

Veja também

Publicidades