Publicidades
ATENÇÃO
As pessoas mostradas neste site são tratadas como suspeitas, sendo presumida sua inocência.
Conforme inciso LVII artigo 5º da constituição federal:
"Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória".

Mato Grosso

Mulher é morta pelo cunhado na frente da filha de 4 anos em MT; criança diz à polícia: \'minha mãe está morrida lá dentro

Publicado em - 10/11/2018 - 17:12:00
459

Por Denise Soares, G1 MT

Alessandra Fernandes Silva, de 29 anos, foi morta a facadas na cozinha da casa dela. Polícia foi recebida pela criança que afirmou que o tio havia matado a mãe dela.

Uma mulher foi assassinada a facadas nessa sexta-feira (9) na frente da filha dela, de 4 anos, em uma casa no Centro de Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá. Alessandra Fernandes Silva, de 29 anos, morreu antes de ser socorrida. A criança repetia à Polícia Militar que a mãe havia morrido dentro da residência e que o tio havia cometido o crime.

A Polícia Civil de Pontes e Lacerda informou ao G1 neste sábado (10) que o principal suspeito de ter cometido o crime é o cunhado de Alessandra. O nome dele foi divulgado como Arley Fagundes Ricardo. Ele está foragido e é procurado pela polícia.

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar, vizinhos denunciaram que ocorria uma briga dentro da residência da vítima e que disparos foram ouvidos no local.

Quando a polícia chegou até a casa, viu que o portão estava com cadeado e chamou os moradores por várias vezes. Depois de cinco minutos, uma criança foi até os policiais.

Um dos militares perguntou sobre a mãe dela e a criança disse 'minha mãe está morrida lá dentro'. Ela repetiu a frase e os policiais decidiram pular o portão da casa.

Alessandra foi encontrada caída com o rosto no chão na porta da cozinha. Perto dela os policiais acharam uma arma e diversas facas.

A criança afirmou aos policiais que o tio dela havia matado a mãe e que havia presenciado tudo. O Corpo de Bombeiros foi chamado e confirmou que Alessandra já havia morrido. O Conselho Tutelar e a Polícia Civil também foram avisados sobre o crime.

Uma foto de Arley foi mostrada para a criança, que confirmou que era ele quem tinha assassinado a mãe dela. Arley mora nos fundos da casa de Alessandra, mas não foi localizado pela polícia.

A menina foi atendida pelo Conselho Tutelar e está sob os cuidados de familiares.

Matéria: G1
Fotos: Foto: Facebook/Reprodu

capa

Veja também

Publicidades